Negócios: saiba como vender mais em datas comemorativas


As datas comemorativas podem ser boas oportunidades para que lojistas e empresários aumentem suas vendas. Em geral, o Natal e os dias das Mães e dos Pais são tradicionalmente as mais visadas, com consumidores ávidos em busca de presentes e comerciantes esperando grandes volumes de vendas. Mas é possível criar ocasiões e inovar para manter o ritmo durante o ano.

Segundo o professor de Empreendedorismo da Fundação Escola de Comércio Alvares Penteado (FECAP), Artur Motta, as datas comemorativas costumam acontecer em média uma vez por mês, e o grande segredo para aproveitá-las é começar com as estratégias de divulgação com antecedência.

“Essas datas são representativas para o mercado, e os empresários devem planejar como vão agir com um bom tempo antes do Dia D. A próxima data forte para o comércio é o Dia dos Pais, por exemplo. Os filhos geralmente não realizam a compra por impulso, o presente é pensado dias ou semanas antes. E mesmo quando estamos falando de serviços, como a ida e uma restaurante para comemorar a data, as pessoas costumam se programar e pensar em opções antes de decidir pela escolha”, acrescenta Motta.

A seguir, o professor universitário elenca algumas outras dicas para ajudar empresários a aumentar as vendas em datas comemorativas.

Anúncios e promoções: a divulgação de ofertas e produtos deve ser iniciada com antecedência, para despertar o desejo no consumidor e para que o cliente possa comparar o produto ou serviço com o que é oferecido pela concorrência. Mesmo quando o consumidor realiza a compra no dia, a decisão geralmente costuma ser tomada bem antes da data.

Aposte no seu cliente fiel: o consumidor que já conhece o produto ou serviço deve ser um dos públicos-alvo do empreendedor. Para atraí-lo e fidelizá-lo ainda mais, o empresário pode fazer uso de comunicação por redes sociais e campanhas personalizadas por e-mail ou outros canais de contato.

Brincadeiras e dinâmicas: as redes sociais podem ser fortes aliadas também para engajar a audiência. Uma boa ideia pode ser lançar desafios para que os clientes enviem fotos, vídeos ou sejam incentivados a marcarem amigos para curtir posts ou comentários em conteúdo, e desta forma ganhar brindes ou descontos. Mas o empresário precisa ficar atento a regras de sorteio, que no Brasil tem legislação específica.

Aproveite novos clientes: as datas comemorativas trazem clientes novos, que descobriram o negócio e podem se tornar consumidores fiéis, que voltarão a consumir o produto ou serviço em novas ocasiões.

Sair da caixa: as dicas acima são boas e costumam funcionar, mas há um momento em que o empresário precisa sair do lugar comum, trazendo produtos diferente, temáticos, ideias que façam a diferença.

O especialista: Artur Motta é Administrador de empresas formado pela PUC-Rio. Pós-graduado em Marketing, Mestre em Administração de Empresas e doutorando pela FGV/EAESP. Possui mais de 20 anos de atuação nas áreas de Marketing, Trade Marketing e Comercial em diversas organizações como Unilever, Carrefour, Distribuidora de medicamentos SantaCruz e GS&MD-Gouvea de Souza. Empreendedor no setor de TI e Food Service. É professor de Empreendedorismo, Marketing e Inovação na FECAP – Fundação Escola de Comércio Alvares Penteado.

Sobre a FECAP

A Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) é referência nacional em Educação na área de negócios desde 1902. A Instituição proporciona formação de alta qualidade no Ensino Médio (técnico, pleno e bilíngue), Graduação, Pós-graduação, MBA, Mestrado, Extensão e cursos corporativos e livres.

Diversos indicadores de desempenho comprovam a qualidade do ensino da FECAP: nota 5 (máxima) no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e no Guia da Faculdade Estadão Quero Educação 2021, e o reconhecimento como melhor centro universitário do Estado de São Paulo segundo o Índice Geral de Cursos (IGC), do Ministério da Educação. Em âmbito nacional, considerando todos os tipos de Instituição de Ensino Superior do País, a FECAP está entre as 5,7% IES cadastradas no MEC com nota máxima.

Fonte: FECAP – Assessoria de Imprensa