Como implementar o mobile first em seu site


Não estar conectado à internet nos dias atuais é praticamente impossível. As empresas, quando desenvolvem algum serviço, produto ou até mesmo aplicativo, sempre pensam em atingir o máximo de pessoas possível, e assim o conceito de mobile first vem à mente.

Embora muitas pessoas tenham acesso a desktops, os dispositivos móveis cresceram muito ao longo dos anos, e é impossível ignorar esse mercado. Por isso, as empresas pensam sempre em como atender esses dispositivos.

Sendo assim, o texto de hoje irá abordar como implementar o mobile first em seu site, explorando ao máximo o conceito, mostrando as vantagens de se investir nesse tipo e dicas importantes de como aplicar tais conceitos de maneira efetiva.

Seja utilizando dos serviços de consultoria contábil para empresas ou contratando assistentes para aplicação de projetos mobile, é necessário entender que o mundo e a tecnologia mudam a todo momento. Eles são totalmente dinâmicos e é preciso estar atento a tais mudanças.

Quando pensamos sobre o conceito de mobile first, de forma simples e bastante direta, ele fala sobre empresas que, quando lançam produtos, serviços ou aplicativos, pensam primeiro no mercado mobile e adaptam seu conteúdo para ele e, posteriormente, para outras plataformas.

Isso independe se estamos falando de uma fabrica de capachos personalizados ou de uma grande logística.

Pessoas acessam sites através de celulares, tablets, notebooks e outros dispositivos, portanto, para que a empresa não perca público, é preciso investir nesse tipo de estratégia.

Esse tipo de atitude das pessoas já foi previsto há muito tempo pelo Google, em torno de 2015, e quanto mais o tempo passa, maior se torna a sua importância frente ao mercado, e é uma lógica até que bastante simples de entender.

Se mais pessoas utilizam dispositivos móveis para navegar na internet e utilizam deles para comprar equipamentos para laboratório de química, por exemplo, é muito mais assertivo focar nesse tipo de público, aumentando o número de vendas e deixando os leads e clientes mais satisfeitos.

Em outras palavras, é extremamente importante olhar para esse mercado e saber que ele é poderoso e pode ser um dos carros chefes de sua empresa, precisando saber apenas como lidar com o foco no mobile e nas necessidades do seu público.

Sendo assim, os tópicos a seguir irão melhor se aprofundar nesses conceitos e irão destacar as vantagens em investir no mobile first, mostrando como até mesmo a sua fábrica de isolante térmico tem muito a se beneficiar.

A importância do mobile first

Pensamos que a maioria das empresas desenvolvem o seu site focados em desktops, os famosos computadores de mesa, mas nem todas pensam primeiramente em desenvolver sites pensando no dispositivo tradicional.

Na grande maioria das vezes, o mobile é algo secundário que, embora tenha sim importância, é desenvolvido ou em conjunto com o primeiro ou logo após ele.

Quando pensamos em mobile first, como já dito, o desenvolvimento do site mobile é o principal foco da marca, fazendo com que o público alvo da empresa de montagem mecânica industrial, por exemplo, ganhe destaque e comece a adquirir os produtos e serviços.

Isso é importante pelo simples motivo de velocidade, comodismo e dinamismo. As pessoas muitas vezes estão em um transporte público, viagem ou querem tirar uma dúvida, e o smartphone principalmente serve de auxílio para todas essas possibilidades.

Nem sempre alguém terá tempo ou se lembrará de ir até seu computador de mesa e realizar a pesquisa. Muitas vezes é um momento rápido que dá esse impulso de comprar que, ao chegar em casa, pode ir embora quando o lead analisar melhor a situação.

Portanto, podemos destacar como vantagens desse método, muito útil para o mobile promocional, os seguintes pontos:

  • Telas com funcionalidade touch;
  • Possibilidade de design mobile e responsivo;
  • Maior alcance da marca;
  • Maior facilidade para o público;
  • Melhor ranqueamento no SEO;
  • Maior credibilidade da marca.

Em outras palavras, o mobile first tem o poder de trazer um grande mercado para a sua marca e fazer com que mais pessoas conheçam e se interessem pelo seu produto mas, em contrapartida, é preciso lidar com diversos obstáculos que podem surgir.

Alguns deles são o constante dinamismo que a empresa tem de se adaptar, o tamanho de tela reduzido e até mesmo entender que nem sempre o público mobile é o mesmo que utiliza o desktop.

Isso é algo que todas as empresas devem entender, desde uma que fornece análise de produtos alimentícios até uma loja de roupas.

Sendo assim, separamos algumas dicas para implantação e para se atentar que podem ser interessantes para você que sente essa necessidade do mobile first e sabe como pode ser útil para a sua marca. Sem mais delongas, confira.

01 – Defina o modelo de site

Quando pensamos em sites que precisam ser acessados através do mobile, é preciso decidir se ele utilizará o design responsivo ou o mobile. Isso significa que ou o site se adequará ao tamanho da tela ou se será feito totalmente modificado para aqueles que utilizam dispositivos móveis.

Cada um por si só possui suas vantagens e desvantagens. O responsivo é mais barato e mais fácil de ser feito, oferecendo o que o site já tem para todos aqueles que o acessam. A grande maioria das empresas optam por esse tipo de design.

Já o design mobile precisa ser totalmente moldado e feito do zero, o que com toda certeza é mais caro e leva mais tempo para ser desenvolvido. Porém, ele pode criar interações e experiências únicas que o site responsivo não consegue fazer.

É algo que mesmo uma fábrica de equipamentos de proteção individual pode fazer e que vale muito a pena. Portanto, esse é o primeiro passo para as empresas que decidem investir no mobile first.

02 – Breakpoints serão necessários

Tanto o uso de breakpoints quanto de Media Queries será muito necessário ao longo do desenvolvimento do seu mobile first, isso porque cada um possui certas funcionalidades que são praticamente indispensáveis na hora de desenvolver o seu produto, aplicativo ou interação em seu site.

O Media Querie é uma regra utilizada em linguagem de programação através do CSS, que possibilita que alguma coisa seja realizada caso uma determinada condição seja cumprida, e somente caso ela seja cumprida que algum acesso, desconto ou até mesmo bônus, por exemplo, é liberado.

Já os breakpoints, que em uma tradução literal seria algo como pontos de interrupção, são os pontos que irão, de fato, modificar a tela para a resolução desejada dependendo do dispositivo pelo qual a mesma está sendo acessada.

03 – Considere a maneira como o conteúdo é passado

As pessoas estão na internet para consumir conteúdo, e é completamente normal e indicado que toda empresa possua estratégias de marketing de conteúdo para não só chamar mais público, mas para que também consiga melhor fidelizá-los.

Quando o assunto é o mobile first, pense que os usuários consomem conteúdo em diferentes tipos de tela, nas mais variadas condições de internet e, dependendo do dia ou horário, até mesmo para desestressar, estando eles com pouca paciência.

Isso significa que o dispositivo móvel tem que oferecer o máximo de informações, usando variações de qualidade dependendo da internet das pessoas, com imagens e vídeos responsivos também. Em outras palavras, precisa ser muito bem otimizado.

A pessoa que não está em um dia bom ou simplesmente acredita que o site está muito pesado ou que está travando muito ou demorando para carregar, ela não irá insistir. Simplesmente fechará o site e irá para outro, portanto é preciso ter um certo cuidado.

04 – Acompanhe o desenvolvimento

Conforme o projeto vai sendo desenvolvido e as tarefas vão sendo realizadas, é preciso que o mesmo seja validado, ou seja, passe por um controle de qualidade para saber se está tudo funcionando devidamente e tenha o famoso “OK” por parte dos responsáveis.

Quando um projeto mobile está bom para os dispositivos móveis, é normalmente chamado de mobile friendly, e é através dessas validações que a sua empresa saberá o quão bom ele está e se pode ou não ser lançado.

Ou também se, no mínimo, a mesma saiba quais os impactos e reclamações receberá caso seja mostrado dessa maneira ao público.

Algumas das formas de saber disso é saber se a versão do design escolhido, seja Mobile ou Responsivo, está funcionando corretamente, se o carregamento não está muito lento, se o site não apresenta falhas constantes de desempenho, se os textos estão adequados para os tamanhos de tela, entre muitos outros.

Quando tudo isso estiver de acordo com o que a empresa quer, o seu mobile first estará pronto para ser comercializado e lançado na internet. Esperamos que esse texto sirva de orientação para que a sua marca consiga disparar dentro do seu mercado de atuação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.